Etiqueta: luispedrodeabreu

Mãos-à-Obra – “A Grande Cozinha”

Por Luís Pedro de Abreu

Neste Mãos-à-Obra explicamos-lhe como fazer uma estante como parte superior de móvel de cozinha.

https://www.leroymerlin.pt/

“A grande cozinha”

Por Luís Pedro de Abreu

A nossa candidata, Isabel Marque, é grande fã do QUERIDO e candidatou-se com a sua cozinha. Neste momento vive sozinha com o marido, mas os filhos e os netos estão sempre presentes aos fins de semana e em datas especiais, então sentia que precisava de uma cozinha que a concretizasse e acolhesse toda a família quando se juntam. Luís Pedro, o nosso decorador deste projeto pensou em tudo, não só para o casal mas também e pensar nestes momentos de união da família.

A seguir à divisão havia um espaço que servia como zona de refeições de apoio à cozinha, onde também a família tinha as máquinas. A parede que separava as divisões foi demolida para se poder ter uma cozinha maior, já que a existente era bastante pequena.

Isabel gosta de cozinhar e, principalmente, de fazer bolos para a família, a ilha que tinha era onde fazia isso, portanto toda a cozinha foi pensada para satisfazer também esta necessidade. O novo layout da cozinha é um península com um ilha no meio, onde estava a parede que dividia as divisões ficou uma ponta do L com a zona do fogão. 

O gesso cartonado aqui, como na maior parte das nossas cozinhas, desempenha um papel fundamental, tapa todos os defeitos existentes, cria novas estruturas e ainda tapa tudo o que é revestimento cerâmico.

O pavimento escolhido tem um tom claro, um tom de areia com uns salpicos em tons verde para condizer com a cor dos armários. Na cozinha de tons claros surge um móvel que acompanha toda a divisão num tom verde mais escuro, tornando-se assim a peça com mais impacto na cozinha num plano escuro em contraste com a bancada em L branca. A cozinha está dividida em duas zonas, a zona da confecção e a zona de refeições, e este móvel acompanha as duas zonas e une-as.

“Cozinha Clean”

Por Luís Pedro de Abreu

A Vanessa e o Nuno são um casal que tem dois gémeos. Esta família viveu num T1 até aos 9 anos dos filhos e até terem a oportunidade de finalmente investir numa casa que será a dos seus sonhos, no entanto para ser dentro do orçamento compraram uma casa num estado degradado e estão a arranjá-la aos poucos mas na cozinha precisavam de uma ajuda maior e para isso candidataram-se ao QUERIDO. A cozinha estava realmente muito degradada, sem condições, quase não dava sequer ser usada. Previu-se uma obra muito difícil onde o essencial era tirar partido do espaço, que é bastante generoso. 

A cozinha original era em L, foi transformada, por Luís Pedro, numa cozinha em U com uma ilha no meio, super clean e moderna. Foi pensada uma cozinha funcional, com as diferentes zonas bem delineadas.

O gesso cartonado cobriu todas as paredes revestidas a mosaicos. Quanto a janelas e portas era impreterível serem mudadas; a porta era de madeira e agora é de vidro para entrar pela cozinha sensação de natureza que vem do jardim e luz natural.

Esta cozinha tem como base a cor branca, o preto é acrescentado em apontamentos e a madeira, principalmente o pavimento de soalho, torna o espaço visualmente mais quente. Os móveis brancos de acabamento mate são complementados com puxadores pretos, estes servem para muita arrumação pois a cozinha é grande e era uma pena o espaço não se aproveitado da melhor forma. Em destaque temos ao centro da cozinha uma ilha com bancada preta (diferente da bancada branca dos móveis para haver destaque) para criar algum dinamismo na funcionalidade da divisão.

Também ao centro, por cima da ilha, desce do teto uma prateleira que cria um momento de decoração bastante interessante neste espaço, que o complementa e preenche.

Recomeços

Por Luís Pedro de Abreu

Com tempos difíceis como os que o mundo vive, a Tânia e o Ricardo cederam um apartamento que tinham a uma família ucraniana refugiada, no entanto o apartamento não tinha o conforto necessário. Tal como a causa do Querido é mudar a vida de tantas famílias, esta é a causa deste casal. Numa altura em que ninguém fica indiferente a guerra na Ucrânia, descobrimos a candidatura de um casal que nunca recusa ajudar o próximo e que arranjou esta forma de ajudar.

Este apartamento é numa cave que, só por si, é associado logo problemas de humidade e a falta de conforto era visível. São 5 divisões (4 quartos e uma sala) e hall comum a todos os quartos. Foi um projecto grande e ambicioso, por isso o Querido chamou todos os decoradores para darem ajuda na obra.

É uma casa que hoje acolhe uma família, mais tarde pode acolher outra ou até mais que uma ao mesmo tempo. Foi então neste sentido que Luís Pedro conduziu o projecto para todas estas eventualidades, criando quartos que tanto dão para crianças como para a adolescentes, e ainda acrescentou berços. Foi transformada numa casa polivalente em que, nem tudo pode ser preciso de imediato, mas para o futuro ficou completa. Foram escolhidos tons pastel para trazer mais conforto.

Na sala, uma das paredes foi forrada com gesso cartonado, no entanto não da altura total da parede para visualmente quebrar a sensação do pé direito demasiado alto. O papel de parede aplicado sob este gesso cartonado é a imitar palhinha, quase inócuo e intemporal, uma mancha agradável sem se tornar marcante ou cansativa. Esta divisão foi pintada num tom mais escuro, terracotta, para fechar o ambiente e deixá-lo mais cozy. O nosso decorador procurou criar aqui uma zona de maior conforto, mais decorada e calorosa.

De paredes brancas e decoração cor-de-rosa este é um dos quartos deste apartamento, preparado com alguma arrumação e zona de estudo.

O quarto maior da casal, e o quarto de casal. Um quarto com bastante arrumação e ainda conta com uma zona com berços. Uma outra parede forrada a gesso cartonado foi a parede da cabeceira deste quarto onde foi criada uma boiserie em cinzento.

Neste quarto, um quarto duplo de tons bege e de madeira, foi criado um lambrim de madeira que encurta a sensação de pé alto.

Outro quarto individual que cumpre com os requisitos que um quatro de juvenil pede, de pormenores em tons de amarelo e madeira para dar algum carácter a este espaço de base branca.

Os Queridos não puderam deixar de dar um novo ao hall de acesso a todos os quartos e verde foi a cor que invadiu este espaço.