Categoria: COZINHAS

“Espaços com vida” – ANTES E DEPOIS

Por Rita Glória

“Espaços com vida”

Por Rita Glória

Maria Paula, a candidata deste episódio, via sempre com a filha o nosso programa e, depois de a perder, não hesitou em inscrever-se com a casa onde moravam para poder dar às netas um espaço com vida para quando a forem visitar. Candidatou-se com a cozinha (estava completamente degradada) e a sala, que são uma única divisão.

Os Queridos estavam perante um espaço grande com muito trabalho, não foi uma obra fácil. Sendo um openspace, Rita Glória, a nossa decoradora, tratou-o como tal, mudando o layout da cozinha de forma a que espaços comuniquem entre si, no entanto com áreas completamente distintas: hall de entrada, cozinha, zona de refeições e zona de estar.

Para o revestimento da cozinha foram usadas pastilhas brancas redondas com betume de cor bege. As portas inferiores são um tom café com leite e as superiores brancas com a função de abrir visualmente o espaço devido ao pé direito demasiado baixo. Toda a cozinha é caraterizada por um aspeto neutro.

As paredes têm dois tons, o branco/bege para a parte superior e terracota como lambril a 90cm de altura. Um projeto bastante colorido apesar de serem cores pastel. Há uma parede de destaque, a parede do móvel da TV que está de frente para a entrada, quase como se quando se entra está-se presente a quadro gigante que ocupa toda a parede.

“Cozinha para gerações”

Por Luís Pedro de Abreu

A casa da avó Lurdes é a típica casa da avó que se torna a casa da família, uma família que passou por alguns altos e baixos, com a perda do avô e da mãe. O sonho da mãe era candidatar-se ao Querido e o Gonçalo Santos, o noivo da neta Constança tomou as redes e fê-lo. A cozinha é um espaço onde a avó passa a maior parte do tempo, ela adora cozinhar e a família passa muito tempo nesta divisão, cada vez mais é um espaço de convívio.

Luís Pedro penso numa cozinha para a avó mas também a pensar na neta e no futuro marido dela, que irão viver aqui. Procurou uma cozinha para as duas gerações, uma cozinha funcional e moderna e fresca.

Nesta divisão existem duas zonas num só espaço: a zona de refeições e a cozinha. Na cozinha, para criar a funcionalidade, foi importante que os espaços e funções estivessem bem delineados e organizados: zona de frio, zona de confecções, zona de lavagens e uma pequena zona de lavandaria; antes as funções estavam todas cruzadas e agora está tudo bem distinto e funcional. A cozinha tem um degrau a meio, a bancada e a ilha atravessam o degrau à mesma altura para disfarçar este desnível.

Forraram-se as paredes todas a gesso cartonado para revestir os azulejos existentes e passou a haver então uma cozinha de base branca com moveis brancos lacados, quase a fazer lembrar um laboratório, para depois contrastar com as madeiras e o cinza escuro de uma parede que confere profundidade ao espaço. Pequenos apontamentos também em preto para ligam todo o design.

“Moderno e clássico”

Por Teresa Pietra Torres

O candidato deste episódio, Rui Dinis, quis presentear os pais que sempre se esforçaram por dar tudo aos filhos e esta foi a melhor forma retribuir e agradecer.

A divisão escolhida foi a cozinha, um espaço degradado, velho e pouco funcional. A solução que Teresa decidiu ser a mais correta foi, mantendo o mesmo layout, substituir tudo e dar uma nova imagem à cozinha.

A intenção era um cozinha moderna e atualizada, mas ao mesmo tempo era importante ter em conta a idade dos candidatos. O equilíbrio entre o moderno e o clássico foi conseguido com uma base moderna conjugada com cores e materiais mais clássicos, como o azul e a madeira. O branco como cor base, o azul como cor clássica e a madeira e o ocre conferem um cariz mais “quente” à decoração. Mais funcionalidade, arrumação e organização eram fundamentais na integração deste projeto.

Uma das tarefas mais complicadas desta obra foi a demolição de um arco que dava acesso a um pequeno espaço, espaço este que tinha também de ser integrado na nova decoração, dando assim uma nova vida a esta divisão.

Todas as paredes foram revestidas a gesso cartonado e posteriormente pintadas de branco e no chão foi colocado um pavimento cerâmico cinza com manchas que faz lembrar o microcimento que invoca o moderno no design desta cozinha.