“Uma sala para a família”

Por Ana Antunes

Uma nova família, uma nova história e uma nova decoração. Filipa Fernandes, candidatou-se ao ‘Querido, mudei a casa!’ para a remodelação da sala da casa da sua mãe, em forma de agradecimento a todo o apoio que sentiu num momento difícil da sua vida, uma história que nos tocou.

Temos uma sala de uma mãe com 4 filhos, todos casados e com filhos, por isso quando se juntam todos chegam a ser 18. Uma sala com potencial, com espaço mas sem infra-estruturas para receber uma família tão grande.

Havia um quarto ao lado da sala que não era usado, então, Ana Antunes, a nossa decoradora, decidiu que demolir a parede e criar mais espaço que era fundamental. Podíamos efectivamente ter deixado esse vão aberto mas separar a zona de estar da zona de jantar com portas de vidro, é uma solução excelente porque visualmente não cria bloqueios.

Cada uma das zonas tem uma parede de destaque. A da zona de jantar é um papel de parede clássico romântico para seguir o tema da decoração.

Na parede de destaque da zona de estar foi criada uma solução no mínimo original. Foram colocados painéis tridimensionais de poliuretano de aspecto completamente contemporâneo que acrescentam textura à parede e conferem-lhe um jogo de reflexos e luzes, criando assim o impacto necessário sem recorrer a cores ou padrões.

Por vezes não encontramos a solução perfeita e temos de ser criativos. Na parede de destaque da zona de estar móveis de cozinha foram transformados num aparador à medida.

De base clara e com toques pretos, romântica mas ao mesmo tempo prática e pragmática, Ana Antunes, apresenta mais uma incrível transformação num projecto ambicioso.

“Os quartos intemporais” – Catálogo

Por Teresa Pietra Torres

O resultado final destes quartos é encantador e, como programa de decoração, a cima de qualquer outra ideia ou equívoco que possa existir de que é um programa de responsabilidade social, gostamos de demonstrar de que forma se pode transformar todo o tipo de espaços para possam servir de inspiração nas vossas casas.

Aqui tem acesso ao catálogo deste programa e aos links das marcas dos produtos usados.

https://www.banak.pt/?gclid=CjwKCAiA-_L9BRBQEiwA-bm5fhYbKCbZQ42K3ZeZV9dlGsTgVlH_p9Y3CuA4IHaJ2EJRnjM8eY5DJRoCw6AQAvD_BwE

https://lojaquerido.com/

https://antarte.pt/pt/?gclid=CjwKCAiA-_L9BRBQEiwA-bm5ftV9SuqOG2T_loco2gfKFySh1lQbQbyJrPahCWFEGwwzu7B21-9M2xoCqH4QAvD_BwE

homesinheaven.com

https://www.carpintariamirante55.pt/

https://www.hoover.pt/pt_PT?utm_source=Google&utm_medium=CPC&utm_campaign=Hoover_Brand_PT_27-04-2020_31-12-2020_Branding&utm_term=Search&utm_content=Text_ads

https://www.eurocaixilho.pt/

https://www.molaflex.com/

https://www.ikea.com/pt/pt/

https://www.leroymerlin.pt/

“Os quartos intemporais”

Por Teresa Pietra Torres

Mais uma nova divisão, na verdade duas, dois quartos infantis. A candidata deste episódio, Maria Moreira, pediu ao ’Querido’ que renovasse os quartos dos seus filhos, estes com idades de 8, 4 e 2 anos. Os dois mais novos dividem um dos quartos e foi para tentar adaptar os quartos às diferenças de idade decidiu candidatar-se.

Um dos quartos é maior que o outro e, Teresa Pietra Torres, a nossa decoradora, percebeu desde logo que fazia sentido o quarto partilhado ser o maior. Em suma, o projecto consiste em decorar e pintar os quartos e, principalmente, organizar com arrumação adequada de forma a criar ambientes com harmonia.

Ambos os quartos têm cores marcantes nas paredes, tornarmo-los devidamente organizados e muito harmoniosos, com elementos masculinos, adequados às idades e pensados para o futuro.

No quarto do filho mais velho, colocámos um lambril em pinho na parede maior e depois de aplicado pintámo-lo de cinzento, a cor predominante. Para que o quarto não ficasse tão escuro as paredes restantes e o tecto foram pintadas de branco, criando assim um maior contraste. O tampo da secretária e as prateleiras que a acimam foram pensadas e feitas à medida para este espaço.

No quarto que é partilhado pelos dois irmãos mais novos, a cor que marca o ambiente é o verde. A cor é aplicada através de papel de parede texturado sem padrão. Este é colocado até 1.50m de altura a partir do chão, para criar a ideia de uma cabeceira que abrange as duas camas. Para rematar o papel de parede colocámos um discreto bite.

A parede oposta foi pintada num tom verde acinzentado e a estante da mesma cor. A ideia foi que a estante se misturasse na parede e não tivesse tanto destaque. O resto do quarto é branco.

As camas foram colocadas de uma forma diferente do habitual e foi criada cabeceira que separa as duas camas.

Na varanda liga os dois quartos, por ser um espaço de reduzidas dimensões, criou-se uma área de estudo com uma secretária com dois lugares, assim os quatros providenciam mais espaço para brincar.

Era um local sem uso, frio, sem conforto e sem graça, por isso a nossa decoradora optou por colocar um pavimento cerâmico dinâmico e divertido às riscas. Sendo um espaço tão pequeno é possível arriscar e colocar um pavimento mais ousado.

Querida Sofia Dias

A remodelação/reabilitação de imóveis é sempre um desafio prazeroso para a nossa Sofia. Ela e a sua equipa têm vindo a destacar-se no sector da construção com um serviço diferenciador, sendo a sua empresa muito fiel aos valores instituídos pela marca Querido Mudei a Casa Obras.

Neste artigo viajamos até à remodelação de um apartamento de 80 m2 inserido na malha urbana de Lisboa, no Bairro de Campo de Ourique, que se encontrava em muito mau estado de conservação. Foi desenvolvido um projeto para dotar o apartamento de todas soluções em resposta às necessidades do quotidiano. A intervenção foi integral, mantendo grande parte da distribuição espacial original e sem nunca descaracterizar a história do apartamento.

Foi reaproveitada toda a zona de hall e corredor. Esta é a área de circulação que permite o acesso a todas as divisões, onde se aproveitaram todos os espaços “mortos” para roupeiros e arrumação. As carpintarias interiores (portas, roupeiros, etc.) foram todas substituídas por portas lisas de guarnições simples, trazendo neutralidade ao espaço e dando destaque a todos os elementos históricos.

Na sala de estar e nos quartos, pela necessidade de manter o pé direito e a decoração do teto (uma vez que ambos são a imagem de marca deste espaço e os que remontam à época da sua construção) todo o teto foi reparado e posteriormente pintado. Todos os tetos com molduras de gesso e florões foram mantidos, conservados e enquadrados no ambiente do apartamento. A história e a nova realidade tinham de andar sempre a par nesta remodelação, nenhuma poderia ser esquecida.

Toda a habitação, à exceção da cozinha e wc, mantém o pavimento o original pinho natural que foi afagado, tratado e envernizado. Os vãos de janela mantiveram a sua forma original, foram reproduzidas em PVC portas e janelas com o mesmo formato.

O respeito pela história continua a encontrar-se em vários pontos do apartamento, e na instalação sanitária temos um espaço completamente moderno, um ambiente muito minimalista que recebe um móvel vintage que era uma antiga cómoda do quarto.

A pequena marquise que ligava a cozinha e a instalação sanitária pelo exterior foi absorvida como área de cozinha, para permitir a entrada de luz natural ao espaço. A cozinha apresentava uma área muito pequena e assim conseguimos dotá-la de tudo o que é essencial ao dia-a-dia de hoje e enchê-la da “luz de Lisboa”.

Acrescentando uma linha moderna e nunca esquecendo a origem do local e as suas características, a cozinha antracite mate com puxadores pretos recebe um tampo de madeira que liga a cor do piso do resto do apartamento com a cozinha.

É através do olho mágico da ‘Querida’ Sofia Dias que espreitamos para um espaço totalmente renovado, fresco, onde se preservou a sua história dotando-o de sistemas modernos, instalações e tecnologias atuais.