Etiqueta: quartos

“Quartos zen”

Por Rodolfo Galvão

A candidata, Elisabete, concorre ao Querido com o quarto da filha, que apoia incondicionalmente os pais que têm problemas de saúde, em forma de agradecimento pela força que lhes tem dado. O Querido percebeu que também era fundamental apoiar este casal, e o quarto deles também tinha que ser renovado. Toda a família, neste momento, precisava deste mimo.

Para este projeto, Rodolfo Galvão, pensou em quartos com tranquilidade e paz, quartos zen e com conforto. Um projeto com foco na arrumação e organização dos espaços e na necessidade de mudar energeticamente estes ambientes. Ambos os quartos são de base branca conjugada com cores claras e frescas como o bege, o verde e o azul – tonalidades intemporais, leves e que transmitem tranquilidade, exatamente o que estas divisões necessitavam. Foram criados então ambientes de luz, sofisticados e com conforto.

No quartos dos pais era fundamental dar um upgrade no espaço, que já se notava algumas tentativas de decoração. Manteve-se a zona de closet que a candidata já tinha criado, mas com um novo layout e mais sofisticado, que deixa o quarto mais espaçoso. A parede dos roupeiros é a parede principal de todo o ambiente, com um papel de parede com estampado subtil, que proporciona movimento e simultaneamente sofisticação. Como bem sabemos, o nosso decorador Rodolfo, sempre que renova quartos cria cabeceiras diferentes, aqui a cabeceira foi feita na parte de trás de duas cómodas juntas como contraplacado marítimo e o mesmo papel de parede.

Apesar de o projeto ser para espaços interiores, existem vários elementos que nos “conduzem” para o exterior, para a natureza. A Mariana adora a natureza e animais, então, toda esta temática do quarto fazia sentido. A temática dos animais e da natureza se faz-se sentir presente nos elementos decorativos, como o candeeiro de teto, o tucano em madeira e as plantas espalhadas ao longo da divisão. A parede de destaque, a da cabeceira da cama, tem um aspeto arrojado, com bites a meio conjugados com dois tipos de papel de parede diferentes, um com padrão com animais e o outro branco texturado.

“A preto e branco”

Por Ana Antunes

Joana e Daniel, os candidatos deste episódio, concorreram ao Querido porque vivam numa casa em obras com uma bebe que nasceu durante a pandemia. Há 3 anos compraram esta habitação que se encontrava praticamente em ruínas, o Daniel idealizou a moradia e propôs-se a reconstrui-la, no entanto chegaram a um ponto de saturação que decidiram pedir-nos ajuda para esta obra inacabada, e candidataram-se com o quarto da Matilde como prioridade. Não pudemos deixar de fazer a surpresa de renovar também o quarto deste casal. A primeira fase da nossa obra tinha que começar claro por preparar paredes e tetos que se encontravam em gesso cartonado. 

O quarto do casal é inspirado num quarto de hotel onde a casa de banho e o quarto convivem harmoniosamente. Os elementos interligam-se entre os dois espaços, por isso o revestimento cerâmico teve aqui um papel muito importante, as peças cerâmicas que revestem a casa de banho entram pelo quarto num apontamento junto à cama.

Sendo um quarto, a zona da cama deve ter sempre um destaque maior, é o que acontece com esta cabeceira idealizada por Ana Antunes. Foi criado um painel avançado para criar proximidade e destaque, num padrão riscado a preto e branco, para reforçar a verticalidade por termos um pé direito baixo. Os nichos foram revestidos com um papel de parede preto texturado; e os painéis de vidro canelado fazem de biombo para resguardar um pouco a vista para a banheira que está à entrada (suportado com painéis pretos de madeira).

É um espaço neutro a nível de cor, já contem o orgânico das manchas do cerâmico, um papel de parede texturado e o contraste do branco e do preto, portanto, há vários pontos que introduzem vida sem introduzirem cor. Tudo isto é conjugado com o quente da madeira.

O quarto não foi só pensado para a Matilde mas também para a irmã que de vez em quando está com eles. Este espaço foi pensado para ser intemporal e acompanhar por muitos anos o crescimento da bebé. O quarto foi literalmente todo embrulhado em papel de parede, um com uns desenhos a preto quase como se fosse desenhado a carvão e o outro em baixo, texturado como se fosse uma palhinha que dá conforto. Tal como no quartos dos pais, o preto e o branco predominam e há uma ausência de cores fortes.

“Dois quartos de alegria”

Por Luís Pedro de Abreu

A palavra de ordem deste episódio foi “partilha”. A Miriam e o Guilherme são dois irmãos que partilham o quarto desde sempre e isso era um preocupação para mãe que sentia que o espaço não tinha as condições necessárias.

Não só era preciso uma nova estética como também era fundamental trazer conforto ao espaço. Este quarto foi projetado para haver duas zonas distintas de forma a criar dois ambientes, uma para menina e outro para o rapaz, e esse foi o maior desfio. Criar diferenciação de espaços mas ao mesmo tempo torna-los uno era fundamental para que os dois irmãos de idades distintas se sentissem confortáveis.

O amarelo torrado foi a cor predominante com que Luís Pedro decidiu arriscar e a decoração foi, em certos objetos, inspirada nos anos 80, como as cadeiras e o aproveitamento do pavimento. Ao mesmo tempo brincou com objetos bem modernos, como os fios elétricos coloridos que percorrem paredes e tetos de forma a separar a zona da menina com fio cor de rosa e a zona do menino com fio verde.

Luís Pedro e os Queridos não podia deixar o quarto dos pais como estava, também estes merecem. Era a divisão mais pequena de sempre, então o nosso decorador arranjou uma solução de arrumação que funciona bastante bem para espaços pequenos (dois armários laterais com uma ponte que os liga também com arrumação).

Por ser um quarto tão pequeno foi todo pintado de branco e salpicado com decoração esverdeada. O papel de parede que faz lembrar a malha do linho faz de cabeceira de cama, é discreto mas acrescenta mais conforto à decoração por parecer tecido.