“Uma casa nova”

Por Luís Pedro de Abreu

A Casa Nova é uma casa de acolhimento de ação de solidariedade social que acolhe crianças dos 0 aos 12 anos. as responsáveis fazem tudo para que estas crianças se sintam em casa e apostam num ambiente acolhedor e terapêutico. Os quartos foram as divisões com que concorreram ao Querido, mudei a casa!.

As maiores necessidades deste espaço prendiam-se mais ao conforto do que à estética. As janelas e o chão precisavam de ser trocados. E a arrumação e a organização tinham que ser repensadas, pois aqui vivem muitas crianças. Tudo isto nos quatro quartos. Foi um desafio abraçado com entusiasmo.

O quarto mais pequeno passou a ser o quarto dos bebés, onde os berços cabem melhor. De tons neutro, o branco foi aplicado como base e complementado com apontamentos de cores suaves.

No quarto dos rapazes retiraram-se as portas de correr que davam para uma marquise, assim o espaço útil aumentou consideravelmente. Para aqui foi desenhado o grande roupeiro que serve de apoio a todos os quartos, depois como complementos há cómodas em todos eles. A cor predominante escolhida para este quarto foi um verde pastel.

O quarto das raparigas tem um requinte feminino que não foi aplicado nos outros. O rosa velho é a cor da divisão e é arrematado com papel de parede a imitar palhinha, que torna o quarto mais quente.

O quarto maior é quarto misto, adaptável tanto a meninas como a meninos. Este vive num ambiente quente de amarelo torrado em meia parede e na parte superior branco.

Foi encontrada uma linha de continuidade na decoração entre os quatro quartos, e o corredor que lhes dá acesso também foi recuperado e decorado.

Companhia do Campo

Como fusão de ambientes, de estilos e mais dedicada a casas de campo, a Companhia do Campo surge no mercado há 25. Neste momento, a marca adapta-se a qualquer estilo com as suas peças únicas.

https://companhiadocampo.com/wp/

Mãos-à-Obra – “Querido, mudei a garagem”

Por Ana Antunes

Neste Mãos-à-Obra, Ana Antunes explica-lhe como fazer uma cabeceira de cama com arrumação.

https://www.leroymerlin.pt/?gclid=Cj0KCQiAk4aOBhCTARIsAFWFP9ECYqE-UQLgP208FWBI8-XpOXHFqdI5sfX0zqgw_-_E0wJ8_zThBakaAgrhEALw_wcB

“Querido, mudei a garagem”

Por Ana Antunes

Sara Monteiro, é uma jovem mulher determinada e independente que não consegue suportar o custo de uma casa sozinha. Então decidiu pedir ajuda ao Querido para mudar esta espécie de garagem.

O grande desafio era tornar este pequeno espaço em tudo o que é necessário para se viver: quarto, zona de estar e de refeições e cozinha. Zonas estas que têm que conviver neste espaço tão apertado, para isso o projeto teve que ser feito de uma forma funcional e prática e, claro, pensado para ser acolhedor. 

Um dos aspetos mais importantes a transformar era o portão de garagem que agora são janelas de sacada que trouxeram estética e conforto à casa, e acabou retirar a conotação de garagem.

A cozinha foi pensada para existir de uma forma discreta como se fizesse parte sala, para isso teve que se retirar um pouco o ar se cozinha com A cozinha foi pensada para existir de uma forma discreta como se fizesse parte sala, para isso teve que se retirar um pouco o ar se cozinha. Ana quis que o ambiente de cozinha se confundisse com o da sala. Os móveis são brancos lacados para terem um aspeto de aparador. Assim o ambiente de cozinha confunde-se com o da sala.

A parede do fundo (a parede que faz parte do espaço do quarto) foi revestida com gesso cartonado para colocar um papel de parede em tons cinza com motivos de folhagens tropicais . Aqui, o papel de parede é o ponto que mais chama a atenção e desvia um pouco o nosso olhar do resto.

Foi criado um biombo em vidro que divide o quarto do resto do espaço mas que, por se vidro, não cria barreira visual e confere privacidade e conforto, serve também de suporte a um blackout que torna o quarto mais escuro para dormir.

O branco mate cobre as paredes de areias de forma a terem o menos de expressão possível. A “tela” deste espaço tinha que ser neutra, neste caso branca, pelas suas pequenas dimensões e pela necessidade de luz. Os detalhes naturais e de madeiras complementam a decoração do espaço

Gato Preto

A ‘Gato Preto’ é uma recente marca parceira do ‘Querido, mudei a casa!’, no entanto já conta com 35 anos de história. Recentemente tiveram um momento de viragem de forma a chegarem mais próximo de cada um de nós.

https://gatopreto.com/pt/pt/?gclid=CjwKCAiAh_GNBhAHEiwAjOh3ZIip8fdPkNABND7Ea2EnD-4fY6l6tW04u09K2MPSGmRpwEnW3ZXZ3RoCLYoQAvD_BwE