“Querido, mudei a garagem”

Por Ana Antunes

Sara Monteiro, é uma jovem mulher determinada e independente que não consegue suportar o custo de uma casa sozinha. Então decidiu pedir ajuda ao Querido para mudar esta espécie de garagem.

O grande desafio era tornar este pequeno espaço em tudo o que é necessário para se viver: quarto, zona de estar e de refeições e cozinha. Zonas estas que têm que conviver neste espaço tão apertado, para isso o projeto teve que ser feito de uma forma funcional e prática e, claro, pensado para ser acolhedor. 

Um dos aspetos mais importantes a transformar era o portão de garagem que agora são janelas de sacada que trouxeram estética e conforto à casa, e acabou retirar a conotação de garagem.

A cozinha foi pensada para existir de uma forma discreta como se fizesse parte sala, para isso teve que se retirar um pouco o ar se cozinha com A cozinha foi pensada para existir de uma forma discreta como se fizesse parte sala, para isso teve que se retirar um pouco o ar se cozinha. Ana quis que o ambiente de cozinha se confundisse com o da sala. Os móveis são brancos lacados para terem um aspeto de aparador. Assim o ambiente de cozinha confunde-se com o da sala.

A parede do fundo (a parede que faz parte do espaço do quarto) foi revestida com gesso cartonado para colocar um papel de parede em tons cinza com motivos de folhagens tropicais . Aqui, o papel de parede é o ponto que mais chama a atenção e desvia um pouco o nosso olhar do resto.

Foi criado um biombo em vidro que divide o quarto do resto do espaço mas que, por se vidro, não cria barreira visual e confere privacidade e conforto, serve também de suporte a um blackout que torna o quarto mais escuro para dormir.

O branco mate cobre as paredes de areias de forma a terem o menos de expressão possível. A “tela” deste espaço tinha que ser neutra, neste caso branca, pelas suas pequenas dimensões e pela necessidade de luz. Os detalhes naturais e de madeiras complementam a decoração do espaço

Escrever um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.